3/19/2016

Coisas do coração

Hey Hey leitores!! Voltei seus divos <3
Bom essa resenha era para sair ontem, porém precisei de mais um tempinho para ler e rever o que eu iria escrever, pois esse livro é tão UAAAUUU!!!
Hoje é dia de RESENHAAA!! A ultima da semana <3 e esse livro que tive a honra de resenhar é tão bom quanto um dia de sábado. Hehehe
O livro é: Coisas do Coração, da belíssima autora: Joana Amorim. Vamos logo ao ponto...

Opinião:
Não tem palavras para descrever o quão incrível é esse livro. Eu o levava para todos os lugares comigo por amar tanto ele <3... Cada letra escrita nesse lindo livro despertou uma pessoa melhor e um lado meu que eu não conhecia o de poeta.  Esse livro traz uma energia tão positiva que eu não consigo explicar. Simplesmente eu só tenho que agradecer a fofa da Joana que me deu a honra de ler e de resenhar essa obra que eu achei inexplicavelmente ótima.


                                             
Resenha:
“Coisas do coração é um livro de pensamentos sentidos verdadeiramente, não só de poesias mais todo sentimento que vem à tona quando se está verdadeiramente apaixonado. É um tornado de sentimentos que devasta a alma e depois pede perdão ao coração que como sempre perdoa tudo. É um apelo pelo sentimento que já não se têm quase nenhum respeito humano por ele, e que muitas pessoas já desistiram de senti-lo e transformam suas vidas em um pratico convívio por medo de amar. Sim é o amor, é ele que move o mundo de todas as formas. Não tenha medo, ame incondicionalmente, enfrente o amor sem escudo. - Joana Amorim”.
Bom como a autora já disse no parágrafo acima esse é um livro de pensamentos e reflexão, de sentimentos bons, ruins enfim tratam dos sentimentos de um jeito geral e incrível, as palavras indo fluindo pagina a pagina, verso a verso, estrofe a estrofe.
Essa experiência foi única e especial, viajei na maionese pensando em cada poesia e verso escrito. Amei sua obra Joana obrigada por você ter me dado à chance de ler esse livro incriveeeel!  



















Poesia que eu mais gostei:
“ Infância
Sinto falta do ar puro
Do balanço na árvore
Das folhas caindo da amendoeira
De falar errado, de chorar por tudo
Sinto falta dos meus cinco anos
Quando ria de um desenho
Construía bolos de lama
E sonhava com anjos
Sinto falta de um colo paterno
Onde me refugiava
Era só deitar a cabeça e dormir
E não me preocupar com nada
Sinto falta das roupas pequenas
De acreditar em papai Noel
E no velho do saco
E até das brigas na rua com meus colegas
Sinto falta de acordar cedo
E comprar sorvete na padaria com meu pai
Falta dos apelidos carinhosos
E do pouco que aproveitei do tempo
Mas onde o Senhor estiver pai, que Deus te acompanhe!”
Achei incrivelmente fofo e comovente, amei esse, mexeu muito comigo. 
Bom, obrigada Joana mais uma vez por ter me dado a chance e a honra de ler esse livro maravilhoso.
Até a próxima resenha leitores

Beijos e boa noite!