3/24/2016

O tempo não apaga

Hey hey gente, que saudade!
Hoje tem RESENHAA!!

O livro que irei resenhar hoje é o: O tempo não apaga do autor fofo e paciente (diga-se de passagem): Roberto Junior...
-Mas porque ele é paciente? É simples. Após eu terminar de ler o livro eu fui atrás dele, pois fiquei desesperada com o final desse livro incrível e enchi o saco dele (desculpa tá?) mas enfim...
Vamos logo a Resenha.
Descrição:
E se houvesse uma proposta absurda? O tempo seria capaz de apagar as memórias? Quem ama não trai? Os laços familiares podem se romper? Beatriz é uma jovem sonhadora, alheia a diversas situações, vive para satisfazer os caprichos de sua mãe, uma mulher misteriosa e controladora. Tudo muda com o aparecimento de um rapaz sedutor, capaz de despertar em Beatriz uma paixão avassaladora, que mudará completamente o rumo de sua vida, principalmente pelos frutos deixados ao longo do tempo. Em sua obra de estreia, Roberto Júnior nos intriga com um drama familiar de tirar o fôlego, construindo um cenário de emoções e conflitos, nos faz mergulhar num mundo cheio de segredos e revelações, uma história que irá te prender do início ao fim, deixando um sabor de quero mais.
Resenha:
Beatriz (minha chara) era uma jovem de 14 anos que vivia com a sua mãe após a morte de seu pai. No dia de seu aniversario de 15 anos Beatriz conhece um aluno novo chamado Rafael que faz com que ela se apaixonasse por ele sem ao menos ter falado com ele. Após um jantar de comemoração com sua mãe Beatriz foi dormi já que no dia seguinte tinha aula.
Alguns dias após o seu aniversário Rafael a convida para um sorvete e Beatriz aceita. Após horas conversando Beatriz entrega o seu numero para Rafael e uns minutos após ela chegar a casa, Rafael liga para Beatriz que acaba se apaixonando cada vez mais.
Uns dias se passaram até que Rafael faz um convite um tanto arriscado, chama Beatriz para uma festa após a meia noite e pede para ela mentir para sua mãe. Após varias respostas negativas Beatriz avisa Rafael que não poderia mais ir, porem Rafael faz pouco caso e diz que iria chamar outra menina e isso faz com que Beatriz articule um plano em sua cabeça para ir à festa escondida de sua mãe e diz que iria ir.
Após ter certeza de que iria ir à festa Beatriz, pois um calmante no leite da mãe e foi para festa com Rafael em um carro que ele dizia ser emprestado, porem beatriz não falou mais nada. Após certo tempo Rafael começou a acelera e discuti com Beatriz e ao chegar à festa entrou na frente sozinho enquanto beatriz chorava no carro. Após pensar bem Beatriz resolveu não deixar Rafael sozinho na festa e vai atrás dele. Entre uma conversa e outra, Rafael desafia a Beatriz e pergunta se ela ainda era bv e Beatriz nega. Após seu primeiro beijo Beatriz foi deixando as coisas rolarem e acabou tendo a sua primeira vez em uma reserva que se localizava perto da tal festa.
Após uma discussão Rafael leva Beatriz para casa e diz que ela era uma chorona e começa acelerar até uma viatura para os dois.
No final eles foram para na delegacia e foram apreendidos e tiveram que passar a noite em um abrigo já que a mãe de beatriz ainda estava dormindo pelo efeito de um calmante.
Beatriz levou uma bela bronca da mãe que só sabia falar que ela era uma vergonha. Uma semana de castigo sem ver ninguém beatriz voltou para escola e reviu a sua melhor amiga que contou todas as angustias, duvidas e preocupações sobre sua primeira vez. Beatriz tentou ir atrás de Rafael, porem descobriu que a família dele o transferiu para o maranhão.
Após uns dias Beatriz começou a passar mal, sentir uns enjoos. Sua mãe não sabia de nada até uma ocorrência em que beatriz foi parar no hospital e teve a noticia de que seus medos se tornaram verdade, ela estava grávida. Sua mãe teve um ataque e expulsou a beatriz de casa, porem antes fez uma proposta de que ela ficasse lá até o nascimento de sua filha e depois ela teria que deixar o bebe com ela e nunca mais iria procurar ela e sua filha. Beatriz com seu orgulho foi para rua e passou a noite em um banheiro da rodoviária. Após uns dias mendigando beatriz resolveu aceitar a proposta da mãe pelo bem de seu filho.
8 meses e meio se passaram e a filha de Beatriz veio ao mundo. Após uns dias no hospital beatriz teve que dar adeus a sua filha para sempre e foi do hospital direto para rodoviária enquanto sua filha ia direto para a sua antiga casa. Porem uns dias antes ela havia pedido que o nome da filha fosse Valentina, pelo menos com esse nome ela poderia encontrar a filha. Em uma noite um cara de má índole viu Beatriz sozinha e lhe fez uma proposta boa que por traz tinha intenções más, porem uma senhora percebendo que se tratava de uma oferta com mais interesses do que apenas só ajudar e vendo que Beatriz iria cair no golpe foi logo a ajudar.
Raquel lhe ofereceu casa e comida e beatriz com muita desconfiança aceitou. Raquel investiu muito em beatriz e acabou lhe adotando. Raquel levou Beatriz para Portugal onde conheceu Dante seu marido.
Beatriz tinha virado modelo da empresa de grande sucesso de Raquel e se casou com Dante. Após vinte dois anos Beatriz resolve visitar o seu passado e foi para o Brasil atrás de sua filha.
Essa história termina em um ponto que deixa um mistério no ar, pois não sabemos o que vai ser dos personagens envolvido na historia.
Eu amei esse livro e super-recomendo (estou ansiosa para a continuação).
Até a próxima!

Beijos, boa noite e tchau leitores!